__________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________

Em cada um de nós existe um poema .
Um por escrever ... um escrito que se quer procurado e se mantêm escondido na alma ... no coração.
Ser poeta ... não é escrever poemas.
É saber descobrir na poesia ... a parte que falta em si, a parte que falta ... nos outros .

Urbano Gonçalo




domingo, 21 de fevereiro de 2010

Solidão - Excerto do meu romance "Genéve" 2009


No olhar está o saber ...
no coração a alma revolta ...
no mar a incerteza o querer ...
no céu ... uma imensa calma de volta.

O fogo apaga a história ...
a chuva trás de volta a tristeza ...
o sol apaga a memória ...
que nos mantêm a alegria presa.

Pude em tempos compreender ...
que me tornara na "presa" ...
de um mal que não quis ver ...
e os outros ...  não querem ver com certeza.

3 comentários:

Luciana Lís disse...

Opa!
Muito bom como sempre, gostei das rimas.
Tristeza combina demais com prisão, e felicidade com libertação! Também sei fazer rimas! hehehe

Brincadeiras a parte, não sei fazer poesia...

;*

URBAN.GO disse...

Olá Luciana, é sempre um prazer.
Vou enviar-te em exclusivo, um tema que escrevi à alguns anos para dar à minha mãe, no "dia da mãe". Mais tarde irei colocar (postar, como vocês dizem!) no meu blog.

PRIMAVERA

P ensei num
R io de amor, para te dar ... mãe
I nfinito e brilhante
M esclado de tons rosa e
A marelo suave como a luz
V erias até a minha imagem no seu leito
E nvolta pela luz do sol e
R odeada por um jardim de flores
A olhar para ti, e a sorrir-te todo o ano.

Espero que gostes.
urbanogoncalo@gmail.com

Luciana Lís disse...

Ôpa! Adorei. Você é de uma sensibilidade imensurável. E pra poesia então, e respeito demais, pq eu mesma não sei fazer nada de poesia. E você tem um 'talentão'!

Parabéns.

p.s.: meu nome é Lis, e não Liz. =]
Tranquilo!

;*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...