__________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________

Em cada um de nós existe um poema .
Um por escrever ... um escrito que se quer procurado e se mantêm escondido na alma ... no coração.
Ser poeta ... não é escrever poemas.
É saber descobrir na poesia ... a parte que falta em si, a parte que falta ... nos outros .

Urbano Gonçalo




domingo, 29 de outubro de 2017

Há dias assim ...


Há dias assim ...
dias em que os corpos não se encontram ...
não se conhecem ... veem

Dias em que apenas as almas se chamam ...
dias em que os corações clamam
em que as lágrimas se recusam sair ...
em que a mão estendida se recusa ... pedir

Há dias assim ...
dias complexos, cheios de suposições ...
dias sem fim ...
noites que se lhes assemelham

Dias que são memórias ... e de memórias
dias que não sabem as horas ...
horas que sabem ... a dias

Há dias assim ...
outros ... nem tanto
mas ... porque não são eles findáveis ?!!










domingo, 4 de junho de 2017

Slave To Love




Encontro o teu olhar ...
Ele foge rebelde
Numa bruma espessa, duvidosa ... incoerente
Ele parte e volta ... ele parte e volta ...

Paira flor a  flor, e voa em cada folha caduca seguindo o teu rasto
Olhas de volta ... procuras algo ...
Talvez eu ... talvez outro

Sigo submisso ... esperançoso  ...
Escravo deste amor ...
Sou marioneta nas tuas mãos 
Sou ... feliz

A chuva que chega, faz-te voltar da liberdade para mim ...
faz-te abraçar-me, faz-te procurar o meu calor ...
o meu aconchego ...
o coração ... que bate por ti

A noite que nos conhece ...
nos une e transforma ...
chama-nos inquieta, numa voz muda saudosa
mas nós hoje somos anjos, somos vida, sonho ... amor

Somos tudo, somos nada ...
sendo que nada é tudo ...
e tudo é só ... o que temos a arder no peito
é só ... o nosso amor





domingo, 21 de maio de 2017

I'M NOT IN LOVE

Passam as noites em vão ...
Em lenta nostalgia, em lenta utopia
Os silêncios nas sombras ...
Os silêncios nas luzes

Não ...
Não estou apaixonado
Apenas divago pensamentos em ti ...
Apenas procuro a tua imagem em todas as gavetas da alma
Em todas as portas no meu coração

Não me creio digno de ti ...
Da tua cintilante beleza quase irreal
Esse teu sorriso onde me perco ...
Onde sou feliz inevitavelmente

Não ...
Não estou apaixonado por ti
Como poderia estar?
Como seria possível estar certo ...  este meu sábio coração ?!!












sábado, 29 de abril de 2017

Little Lies



Conta-me mentiras ...
conta-me pequenas e doces mentiras ...
diz-me que não gostas de mim, enquanto olhas o chão ...
e enrolas o cabelo entre os dedos

Diz-me que não pensas em mim ...
que os dias não são monótonos na espera ...
que os teus olhos não brilham quando me vêem ...
correr para ti

Conta-me essas pequenas mentiras
elas fazem-me ... feliz

Diz-me que não lês os meus poemas
que não compreendes os meus temas ...
que não sabes se eu te amo ...
se algum dia ... te amarei

Pequenas e doces mentiras dizes tu ...
esse jogo do passo há frente ...
do passo atrás ...
em que te tornaste exímia

Tão tolo eu sou
que anseio por elas ...
por ti ...
conta-me mentiras

Pequenas e doces mentiras
como os olhos de uma criança feliz ...
pequenas e doces ...
como doce é todo o som ...
toda a sílaba, que da tua boca sai .







sexta-feira, 14 de abril de 2017

Absolute Beginners


No início eras sonho ...
depois suspiro ...
alento ...
desejo

No início era o teu olhar ...
o teu cabelo ...
as tuas mãos ...
o teu sorriso

No início via em ti o sol ...
as flores ...
a lua ...
a ... vida

Antes como agora ...
serás sempre o meu início ...
antes como agora ...
seremos sempre absolutos ... principiantes

Antes , agora e sempre ...
que acordo ao teu lado ...
ou ... saudoso de ti







domingo, 19 de março de 2017

Take My Breath Away



Tira-me o fôlego ver-te partir
ver-te estrada fora ... ausente ... inconsequente
ver-te deitar por terra, tantos momentos da nossa vida ...
toda a felicidade que vi nos teus olhos

Tira-me o fôlego reviver as nossas noites de paixão ...
saber que somos perfeitos ... que nos completamos
que eu penso em ti, no preciso momento ... em que tu pensas em mim
somos almas gémeas ... uníssono

Sei que partes em momento de amargura
sei ... eu sei ...
mas espero que voltes, que tragas de novo contigo aquele olhar submisso
irresistível como ele só

Tenho de ser esperança, farol em noite de tempestade ... eu sei lá ...
tenho de fechar olhos e ouvidos, colocar as mãos no peito ...
e ... rezar, rezar ...
tenho de reviver tardes ao pôr-do-sol, manhãs de chuva na varanda enrolados numa velha manta

Tira-me o fôlego ...
mas ... eu esperarei
e tu ... voltarás ...
eu sei ...
eu quero ...






domingo, 5 de março de 2017

Don't Speak



Tu e eu ...
sempre fomos um só
um amor único, uma alegria única ...
uma paz inexplicável, um crer insubmisso ... silencioso

Tu e eu ... contra o resto do mundo
tendo apenas e só os nossos sorrisos como pano de fundo
total promiscuidade de almas ... de corações
total cumplicidade ... total pecado

Perdidos nos paradigmas e dogmas do universo
perdidos em afoitas noites de paixão ...
o calor efémero dos corpos que se unem ... que se completam
mãos que se encontram ... onde outras se perdem

Tu e eu ...
somos tudo ...
somos um só ...
sempre ... o seremos

Não o digas ... eu sei
tu sabes ...







segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

7 Seconds


Breves instantes ...
escassos segundos ...
a utopia da vida , o famigerado sonho ...
o momento ... o desejo

O meu olhar atónito não te bastou ...
as minhas lágrimas ...
o meu sorriso nervoso ...
o coração que caiu ... esmoreceu

Breves instantes esses em que
me deixaste ... perder-me
escassos segundos ... escassos segundos ...
Nem uma palavra tua ...
uma hesitação momentânea ...
Nada ...

As cartas que te escrevi ... vivem em mim
as que não me escreveste ... sonho com elas
A nossa música na velha grafonola, prossegue alheia
a tudo ... alheia há morte dos meus sonhos ..
alheia a todo um amor perdido ... em escassos segundos

Sete meses ...
sete semanas ...
sete dias ...
em sete segundos ... apenas










quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Never Too Far ...





Surgem amenas as manhãs
companheiras de amenas noites de introspecção
Trazem pela mão, pedaços de lembranças, pedaços da vida ...
de mim.

Surgem os primeiros raios de sol
a primeira luz ... 
a primeira pétala com orvalho
o primeiro canto dos pássaros.

 O sol na minha janela ...
o jardim, as flores, a casa dos pássaros
o baloiço que sozinho ...
deambula ao sabor do vento

Não sei onde estás ...
Não sei ...
Na alma ... no coração
ou apenas nos meus olhos em lágrimas
saudosos de ti 

Nos resquícios informes de uma simples nuvem
imagino as tuas formas
O teu rosto angelical ...
as tuas mãos ... a chamar por mim

São amenas as manhãs
são eternas as noites
em que penso em ti ...
em que te quero ao meu lado 

Por muito longe que o céu te mantenha
por muito que céu e terra nos separem ...
nunca, mas nunca estaremos ...
longe de mais ... um do outro







quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Sei ...

Sei ...
Ou ... não sei ...
O que esperar de ti ?!!
 
Da tua presença inconstante ...
Da tua personalidade de ... devaneios
De respostas comedidas ...
De objetivos nebulosos ...
 
Não sei na verdade ... se te conheço
Não sei em verdade ... se te quero
Não sei o que faço a esta "porta" ...
Mas ... sei ... que este já não é ...
o meu endereço
 
Sei ...
Que vais fechar-te no teu orgulho ...
Sei ...
Que te acharás em razões ...
em méritos ... obsoletos
 
Mas ...
Não ... não mais pactuarei com esse teu ego
com essa paixão ... pela tua própria voz ...
a única que te deambula nos ouvidos
 
Sei ...
Que já me perdeste ...
Sei ...
Que por fim me encontrei ...
Em novos braços solícitos ...
Que por mim esperam ...
 abertos !!!!
 
 
 
 

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Natal no Porto


Termino assim mais um ano.
No próximo ano irei continuar por aqui.
Desta feita irei tentar passar por cá mais tempo.
Até lá ... BOAS FESTAS !!!!!

A todos(as) visitantes, amigos, e seguidores desejo um Santo Natal
e um Próspero Ano Novo!!
Obrigado.






domingo, 27 de novembro de 2016

O Delicado som do silêncio


Em cada um de nós existe um poema.
Um por escrever ... um escrito que se quer procurado ...
e se mantêm escondido na alma ... no coração.
Ser poeta ... não é escrever poemas.
É saber descobrir na poesia ...
a parte que falta em si ...
a parte que falta ... nos outros.


 
Este é o meu mais recente trabalho literário.
Depois de realizado o sonho " Genéve " eis que outro sonho surgiu possivel após convite da editora.
O Delicado som do silêncio ( Blogue ) deu assim lugar ao livro que eu faz tempo desejava.
Já disponivel para venda nos Link´s abaixo.
Boa leitura.
 
 
 
 

domingo, 16 de outubro de 2016

Genéve


 


Este é um sonho, finalmente realizado!!!
Após uma menção honrosa, no Prémio Literário Manuel Teixeira Gomes
( edição 2010/2011 ), eis a publicação do meu romance, que surge assim finalmente no mercado!
Para além da versão em livro aqui demonstrada, existe ainda uma versão e-book para quem prefira o género!!

Interessados em adquirir um exemplar da obra, poderão fazê-lo em :
www.artelogy.com
ou visitar o link em baixo.
Poderão ainda solicitar um exemplar em qualquer livraria em território nacional.
Por esse mundo fora, quem desejar um exemplar, deve comprar o mesmo no site da editora e irá receber o mesmo comodamente em sua casa, seja ela ... onde for!!
Boas leituras!!

https://facestore.pt/facebook/index.php/store/fdetails/product?app_data=%7B%22face_id%22%3A%22220712618098018%22%2C%22prod_id%22%3A%22314%22%2C%22store_id%22%3A%221652%22%7D

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Louder Than Words


Sinto ainda em mim ...
palavras por dizer
Silenciosas, fugazes ... afoitas qual dúbia
madrugada não saem, não o querem fazer ...

Gritam no seu silêncio mordaz ...
gritam sentimentos ...
Sentimentos maiores do que as palavras os sabem
gritam ... de tanto por esquecer neles

Teia de medos e remorsos ...
nefastas incompreensões ilusórias ...
lágrimas que viajam sós ... pelo meu rosto
desaguam nos meus lábios, desejosos ... do teu gosto

Tão alto ... chamo por ti
tão alto ... empurro as palavras que se agigantam na minha boca
Mais do que as palavras ...
eu sinto-te, eu vejo-te, eu amo-te ...
e quero ... to dizer











quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Go to vacations ...

 
 
Go to vacations !!!
 
Esta primeira metade do ano viu-me um pouco arredado do blog!!
Por diversos motivos, mas sobretudo pela vertente desportiva que eu abracei faz já algum tempo atrás!
Vertente essa (maratonas MTB) que obviamente requer preparação, treino ...
Deixo aqui como de costume um pouco mais da minha zona de habitat, aliada desta feita á minha vertente desportiva!!
 
Depois das férias, já está agendada e em produção (finalmente!) a publicação do meu romance "Genéve", na qual eu tenho vindo a trabalhar, e cujo contrato com a editora já foi celebrado.
 
Outono e Inverno são naturalmente os meus tempos de quadros e livros, por isso eles surgirão naturalmente como de costume!!
 
Até lá então ...
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

domingo, 17 de julho de 2016

Um dia de loucos



 
 
Um dia de loucos !!
Quem nunca teve um ?!!
 
Este é o meu mais recente trabalho em colectâneas.
Uma história verídica, um dia ... atípico !!
 
 
obs: Interessados em adquirir um exemplar, poderão fazê-lo no site da Papel D`Arroz Editora.
 
 

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Rio de flores


                     Este é o meu mais recente quadro.


                                     Rio de Flores

 
Óleo sobre tela
By - Gondol.
 

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Um litro de lágrimas



Nada como começar um novo ano com ...
novos projectos!
Este é um que eu tinha na "calha" e que felizmente ganhou vida.

Esta colectânea de poemas e poetas, histórias e escritores, incluí um meu trabalho
do qual me orgulho particularmente.


 
 
 
 
 
 

domingo, 20 de dezembro de 2015

Feliz Natal.



Natal é quando nasce uma criança ...
Quando com ela renasce a esperança ...
Quando a vida em nós rejubila

Natal é ver alegria nos olhos dos nossos filhos ...
Nos olhos de quem amamos ...
De quem ... nos ama

Natal é partilhar o calor de uma lareira  ...
Sentir-nos nos braços de outrem ...
Olhar as estrelas no frio da noite, que nos acalma

Natal é o presente que se embrulha ...
Não o que se abre ...
Natal é um aroma que emana pelo ar ...
É essencialmente ... poder sonhar

Natal és tu ...
Sou eu ...

Natal está nas ruas ...
Está no ar ...
Está numa qualquer musica ...
Num qualquer poema ...
Num qualquer abraço ...
Num qualquer beijo ...
Num qualquer sorriso ...
Numa qualquer recordação ...

Mas essencialmente ... verdadeiramente, está em todo e em cada ... CORAÇÃO !!!





domingo, 29 de novembro de 2015

Love of my life



Já alguém disse : ... recordar é viver !!

Peripécias deste grande grupo há parte ...
Peripécias deste grande cantor há parte ...
Em algum momento da vida, cada um de nós se identificou com este tema!!
Belo, sentido ... correu o mundo na boca de muita gente, no coração de muita gente!

Recordar é ... viver!!
Recordemos então a música, recordemos então o tal ...
Love of my life ... de cada um de nós!!






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...