__________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________

Em cada um de nós existe um poema .
Um por escrever ... um escrito que se quer procurado e se mantêm escondido na alma ... no coração.
Ser poeta ... não é escrever poemas.
É saber descobrir na poesia ... a parte que falta em si, a parte que falta ... nos outros .

Urbano Gonçalo




domingo, 29 de maio de 2011

Mass media




Os mass media (termo formado pela palavra Latina "média" (meios) e pela palavra Inglesa "mass" (massa), representam uma época em que o fluxo de comunicação é "unívoco", pois o recetor das mensagens limita-se precisamente a esse papel, pertencendo a uma massa "informe" sem capacidade de resposta.
A interatividade é inexistente.
O emissor (os mass media!) é todo-poderoso, omnipotente.
Estes media são pois, formas de comunicação através das quais usamos o tempo (time o vídeo!!) de utilização com caráter imutável, devido às suas carateristicas unilineares.
Os mass media são estruturas altamente organizadas, pois pretendem satisfazer as preferências e as exigências dos setores do público que representam a maior fatia no mercado. Só assim eles podem manter um equilíbrio económico, visto serem diretamente dependentes das receitas provenientes da publicidade.
Esta lógica é atualmente a seguida e é impossível de contrariar.
Na era da informação, os mass media tornaram-se maiores e ... mais pequenos, seguindo as "tendências sazonais" ou não, dos seus mercados.
Alguma imprensa ou serviços de cabo por exemplo, optam por uma difusão especializada, dirigindo-se a "nichos" de mercado onde supostamente ganharão mais ou terão menos concorrência.
Em 1973 o professor e estudioso do tema "comunicação social" Katz Gurevitch, referia no seu livro
"On the use of Mass Media for important things", cinco tipos de necessidades específicas, que os mass media deveriam satisfazer.

Necessidades cognitivas.
Necessidades afetivas e estéticas.
Necessidades de integração a nível da personalidade.
Necessidades de integração a nível pessoal.
Necessidades de evasão.

Um quarto de século depois, é possível afirmar que estas mesmas "necessidades" podem ser satisfeitas ao nível por exemplo dos "self média", nomeadamente com a "Internet".
Também Ignácio Ramonet, diretor (à altura) do jornal "Le Monde Diplomatique", diz que os média já não são o quarto poder, deixaram de ser um pilar fundamental e tornaram-se num problema grave para a democracia.
Para Ramonet, a subversão nos média é preocupante e sugeriu mesmo no seu ultimo livro " A tirania da comunicação", que os cidadãos de todo o mundo fizessem uma profunda reflexão sobre este assunto.
O poder dos média é já tal, que entram pela casa dentro de cada um de nós com a nossa complacência inadvertida, mesmo mostrando imagens chocantes de mortes e mutilações, não se importando se essa é a hora do jantar (caso do Jornal da noite), e se estão ou não crianças a assistir.
O que comprar, fazer (consoante a altura do ano!!), comer, vestir, ler, ouvir, votar, etc, etc, tudo e mais alguma coisa nos rodeia os mais ínfimos sentidos, sempre (claro!) devidamente "fornecidos" pelos ... MASS MEDIA.  

Vale a pena, pensar e ver com ...
os olhos e o cérebro que "Deus" nos deu !!!

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...