__________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________

Em cada um de nós existe um poema .
Um por escrever ... um escrito que se quer procurado e se mantêm escondido na alma ... no coração.
Ser poeta ... não é escrever poemas.
É saber descobrir na poesia ... a parte que falta em si, a parte que falta ... nos outros .

Urbano Gonçalo




quarta-feira, 7 de julho de 2010

Tributo a Matilde Rosa Araújo

Num ano de pesar para as letras portuguesas, registámos mais uma perda de vulto. Matilde Rosa Araújo, ícone da literatura infantil, deixou-nos para se tornar em mais uma figura histórica das letras. Todos nós aprendemos com ela a sonhar, e a valorizar os personagens mais simples e fantásticos, quando em miúdos líamos as suas histórias. Já adultos recordámos esses tempos memoráveis, ao ler uma história ao deitar dos nossos filhos. Eterna criança por natureza, nunca deixou de nos surpreender, de nos mimar, de nos envolver na sua magia.
A história falará de ti e das tuas histórias Matilde, alcanças-te o ultimo patamar de forma brilhante e digna. Levas contigo um pouco de mim ... da minha criança, mas também do meu adulto, isso é pois o mínimo que te posso dar, depois de tanto que me deste ... que nos deste.
Até sempre Matilde, Deus será um privilegiado sempre que estiveres a seu lado.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...