__________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________

Em cada um de nós existe um poema .
Um por escrever ... um escrito que se quer procurado ... e se mantêm escondido na alma ... no coração.
Ser poeta ... não é escrever poemas.
É saber descobrir na poesia ...
a parte que falta em si ...
a parte que falta ... nos outros .

Urbano Gonçalo




terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Come Undone


Vezes demais ... perdemos a vontade própria.
Vezes demais duvidámos de nós, das nossas ideias e convicções.
Vezes demais deixámos ignorante-mente de ter opções.
Os outros ... sempre eles, são poucos os que nos "vêem", nos sabem ... ler.

Foram demais as vezes em que o sol se pôs no horizonte, comigo a observar.
Foram demais as horas, desde a última vez em que a vi.
Ainda lhe sinto o cheiro, e a porta que ficou entreaberta ... nunca tive coragem de a fechar.
Não é saudável viver assim, dizem-me as pessoas.
Eu sei que não, mas ... eu quero viver assim.
Existem pessoas e momentos na vida, que são insubstituíveis, insuperáveis e ... não há nada a fazer quanto a isso.
No nosso íntimo tudo ... todos, podem viver eternamente.
Às infindáveis horas de um mau dia, sucedem-se outras e outras, mas ... eu prossigo, eu ... consigo.
A imensidão de uma tal tristeza gera obrigatoriamente receitas de placebos, e álcool pelo menos.
Isso é o menos, outros há bem mais obscenos.

No fundo do coração de cada um de nós, existe uma câmara misteriosa, que nem os arquitetos das pirâmides Egípcias imaginaram.
Ínfima, mas no entanto imensa, ela protege-nos guardando ciosamente toda a pureza, que nos quer roubar o mundo, e os outros ... simples mortais.
Por vezes, não raras, ela decide por bem em determinada altura da nossa vida, guardar os nossos sentimentos. Deixemos pois que o faça, façamos da vida Carnaval usemos no dia-a-dia uma máscara ... a preceito.
Viver sem eles, ao contrário de que poderá parecer ... dói, e muito, mas ... dói mais, quando os outros os vêem,
se apropriam, subjugam ... ignoram.

Deixemos pois que o coração guarde, aquilo que o cérebro por mais evoluído que seja, não vai nunca conseguir compreender, refazer ... remediar.


 
 
 

1 comentário:

MARILENE disse...

Vida! Pessoal, intransferível.
Sentimentos! Só os conhecem quem os têm.
Sejam guardados, ou demonstrados, são nossos. Se os desejamos guardar, não serão vistos ou entendidos pelos demais.
Obrigada por me ter adicionado ao google+, possibilitando-me conhecer seu espaço. Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...