__________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________

Em cada um de nós existe um poema .
Um por escrever ... um escrito que se quer procurado e se mantêm escondido na alma ... no coração.
Ser poeta ... não é escrever poemas.
É saber descobrir na poesia ... a parte que falta em si, a parte que falta ... nos outros .

Urbano Gonçalo




quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Ser poeta


Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
do que os homens! Morrer como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
rei do Reino de Aquém e de Além-Dor!

É ter de mil desejos o esplendor
e não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
é ter garras e asas de condor!

É ter fome, é ter sede de infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim ...
É condensar o mundo num só grito!

E é amar-te, assim, perdidamente ...
É seres alma, e sangue, e vida em mim
e dizê-lo cantando a toda a gente!


Gosto muito deste, ainda o ouço na minha cabeça, cantado pela tão afamada Amália Rodrigues.
Já agora deixo também aqui ( para finalizar! ), outro poema de meu gosto, outro poema que deu também ele, um "fado" tão singularmente cantado pela voz fabulosa da Amália.



AMAR

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: Aqui ... além ...
Mais este e aquele, o outro e a toda a gente ...
Amar! Amar! E não amar ninguém!

Recordar? Esquecer? Indiferente! ...
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
durante a vida inteira é porque mente!

Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada
que seja a minha noite uma alvorada,
que me saiba perder ... pra me encontrar ...


FLORBELA ESPANCA.

3 comentários:

Fatima disse...

Eu queria saber escrever poesia, mas fazer o que não é mesmo, não se pode ter tudo na vida!
Bjs meu querido e já alimentei os bichinhos viu!

Cecilia disse...

Gracias por la invitación, un gusto conocer tu blog ..
Un beso,
Cecilia

Glorinha L de Lion disse...

Que beleza, todos os dois. Imagino ouvir esta beleza de poema na voz da Amália, que tão bem cantava a alma portuguesa. Vontade de estar aí, a ouvir o som das ruas, as vozes 'cantando' um português tão diferente do meu...saudades de Portugal. beijos e obrigada por esse momento de prazer e saudade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...