__________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________

Em cada um de nós existe um poema .
Um por escrever ... um escrito que se quer procurado e se mantêm escondido na alma ... no coração.
Ser poeta ... não é escrever poemas.
É saber descobrir na poesia ... a parte que falta em si, a parte que falta ... nos outros .

Urbano Gonçalo




sábado, 28 de novembro de 2009

O filho ilegítimo de Deus

Ele enche os nosssos dias, e por vezes também assim, ... nos "rouba" as noites.
Ora nos dá alegrias, ora nos trás problemas, não aceita opiniões, impondo mesmo as suas, consciênte dessa inconsciência. Controla minuciosamente os nossos gestos e as nossas opiniões, decidindo assim, quando e como devemos ser humanos.
Autónomo, independente e fiel a sí mesmo, revela-se no entanto por vezes, traiçoeiro e contraditório.
Nunca fala directamente connosco, mas sempre e impreterívelmente se faz ouvir, ... obedecer, e diz ser um solitário convicto, pois é da solidão que ele se alimenta.Desconhece o termo "preconceitos", e ainda menos conhece o seu meio termo, não hesitando por isso um só instante, em nos "chocar" com os seus ideais.
Ele é o perfeito imperfeito, o belo e o feio, o esperado inesperado, a raiva de um monstro, a inocência de uma criança. Ele é tudo isto assumidamente, e assumidamente se declara inocente e ... humano, pois vive por nós, e nós vivemos através dele.
Ele é isto que eu escrevo, ele é tudo o que eu vejo e ouço no mundo. Ele é o filho ilegítimo que Deus gerou, e a quem apenas simplesmente chamou ... ... "pensamento".

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...